A importância de quebrar padrões

0
447

Você já parou para pensar em quantos padrões de comportamento você tem? Este artigo tem o propósito de convidá-lo (a) a uma reflexão, já que alguns deles permanecerão inalterados porque podem ser maravilhosos, mas outros podem ser uma oportunidade de revisão.

Recentemente quebrei um padrão. Durante toda minha vida, eu nunca havia feito academia pela manhã. Sempre bati na tecla de que sou uma pessoa noturna e que preferia treinar à noite. Ocorre que entrei em um programa com um personal trainer e a disponibilidade dele era às 7h00 da manhã. Foi então que eu me convidei a fazer um experimento. Será que dou conta de levantar e treinar? Será que eu vou me acostumar? Será que terei disciplina o suficiente para manter? Para minha surpresa, eu estou adorando. São só alguns dias, mas o ganho de tempo no meu dia e a motivação que ele me dá me fizeram quebrar meu padrão de pensamento de que não era capaz de me adaptar. @jotahbr deixo aqui meu muito obrigada.

Agora vamos para o nosso lado B. Cito abaixo algumas frases padrões de pensamento que talvez participem da sua vida e eu não me isento nesta situação, pois a reflexão será para mim também.

  • Eu nunca tenho sorte com nada
  • Eu não consigo falar em público
  • Eu não tenho condições financeiras para fazer nada
  • Eu não consigo emagrecer
  • Eu não sou feliz no amor
  • Eu jamais ganho nada

Observe a quantidade de nãos, sendo assim, sugiro prestar mais atenção no seu vocabulário e pensar o quanto você pode ser mais otimista em sua vida.

O padrão de comportamento tem muito a ver com crença! Ao longo da sua vida, algumas situações podem ter ocorrido e elas passaram a ser uma verdade para você. Talvez você tenha sido uma criança que escutou, por muitas vezes, que não seria nada na vida, que fazia tudo errado, que era burro, que não fazia nada certo, que era fraco e seus irmãos eram melhores que você, que precisa estudar muito para ser alguém na vida, que só com trabalho duro se ganha dinheiro e tantas outras afirmações que são absolutamente injustas quando os ouvidos são de uma criança. Considero uma judiação os pais que não têm noção do impacto emocional que eles provocam em seus filhos com essas declarações.

Lembro-me de uma conversa que eu tive com o meu time recentemente, de que quando se coloca luz, quando se traz racionalidade para aquilo que aconteceu com a sua criança interior, existe uma possibilidade gigantesca de você alterar a forma como absorve aquilo que está acontecendo na sua vida. Outro ponto fundamental é pensar o seguinte: eu agradeço absolutamente tudo e a todos que me trouxeram até o dia de hoje. Feche seus olhos e com seu coração cheio de agradecimento pense nos seus pais de sangue, pais adotivos, amigos e professores. Agradeça por eles terem feito o melhor que sabiam naquele momento para ajudar na sua criação e educação. Certamente virão situações muito desafiadoras, mas elas também nos engrandecem, nos fazem crescer e nos amadurecem.

Felizmente nossos dias são distintos e quantas situações maravilhosas acontecem que nos provocam frio na barriga. Isso se chama vida! Pense o quanto você é uma pessoa que contribui para sua própria vida e para a vida de outra pessoa e certamente tem muito em você capaz de emocionar alguém, inspirar e ajudar.

Ninguém está aqui por acaso. Desejo que crie, cada vez mais, padrões de saúde, competência, sucesso e abundância. Brilhe!!!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAprendizado constante: a nova exigência do mercado de trabalho
Próximo artigoEstilos de aprendizagem 
Administradora de Empresas, MBA de Tecnologia da Informação pela FGV e formação de Personal & Professional Coaching pela SBC. Mais de 20 anos de trabalho em empresas de grande porte e com experiências diversificadas, como gerenciamento de operações, desenvolvimento de negócios, comunicação, vendas, marketing e alianças. Executiva de Marketing. Escritora no livro Mulheres do Marketing, da Editora Leader, e colunista no Jornal Leader.