A importância do Plano B

0
261

Meus amigos, hoje na coluna resolvi falar um pouco sobre plano B. Eu sempre tive planos alternativos, era o tipo de criança que quando ia acampar em Cabo Frio, no Rio de Janeiro, levava jogos de tabuleiro, revistas e livros. Sempre tive certeza que os dias e noites nunca seriam todos sem chuva, então me planejava e com isso ajudava os amigos.
Boa parte da criação de planos alternativos depende de criatividade, e podem acontecer sim de última hora, mas para não dependermos de talento individual ou de sorte, é importante mapear as oportunidades e riscos em todas as situações que enfrentamos. No meu caso eu sempre trabalhei na área de TI, e via meus colegas mais velhos chegando a uma certa idade e se tornando caros, ou sem possibilidade de se encaixar nas diversas novas demandas da empresa. Muitos deles sem um plano se desesperavam, perdiam padrão de vida e muitas vezes a saúde. Como eu não queria passar por isso, sempre procurei me atualizar muito, o que me rendeu uma longevidade muito rara em uma empresa, 23 anos, como me preparei quando meu momento de mudar fatalmente chegasse. Me formei em advocacia, pois um advogado de 40 anos é um jovem, e me preparei para oferecer consultorias e trabalhar de maneira autônoma.
No ano passado o que previa aconteceu, uma mudança de liderança e direcionamento na empresa em que trabalhava me levou a uma nova condição, desempregado. Esta palavra tão estigmatizada e quase um vaticínio não combinava comigo, tinha contatos e logo apareceu um projeto instigante de montar uma empresa em Portugal, vim e trouxe minha família. As oportunidades acontecem para a mente preparada. Quando temos um conjunto de habilidades prontas para serem utilizadas, é quase impossível que não tenhamos como aplicá-las, principalmente em um mundo tão diverso como temos atualmente. Se tem um desafio, comece avaliando o que precisa para superá-lo, pode ser que tenha que fazer exercícios físicos, pode ser que tenha que estudar um assunto. Se prepare!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorQuanto vale o seu negócio?
Próximo artigoNovas perspectivas através do conhecimento do cérebro
É analista de sistemas, advogado, gerente de projetos, poeta e padeiro, pós-graduado em contratos pela FGV, certificação PMP e SCPM por Stanford. Acumula 23 anos de trabalho em empresas de grande porte e advocacia, perfil composto por: gestão de projetos, desenvolvimento de negócios, vendas, relacionamento em diversos níveis. É responsável pela implantação de novas empresas brasileiras em Portugal.