“A tríade do tempo”

0
108

Esses dias estive pensando no quanto costumamos desperdiçar tempo com coisas inúteis e que não vão nos trazer nada de bom. Então, deparei-me com essa história do excelente livro “A Tríade do Tempo”, de @Christian Barbosa, que se encaixa perfeitamente na nossa sociedade atual:

Havia um homem rico com muitos negócios. Esse homem possuía um filho, que ao contrário do pai, não queria saber de compromissos. Tudo o que lhe importava eram festas, ter amigos e ser bajulado, mesmo que o pai sempre insistisse que aqueles relacionamentos eram de interesses.

Quando o pai já estava com a idade avançada, pediu que construíssem um celeiro e instalou uma forca, dando instruções para que o filho utilizasse a corda quando ele gastasse todos os bens e já não tivesse mais amigos.

Quando o pai morreu, o filho tomou posse de tudo, perdeu o patrimônio e todos os bens, incluindo os amigos. Sem saber o que fazer, ele foi até o celeiro e, desesperado, decidiu realizar o que o pai lhe havia vaticinado. Ao pular com a corda no pescoço, a madeira da forca quebrou, e com ela despencaram esmeraldas, pérolas, diamantes e um bilhete que dizia: “Esta é a sua nova chance. Eu o amo muito. Seu Pai”.

Quanto tempo não gastamos com besteiras nesta vida? Até mesmo discutindo em rede social, ou lendo conteúdos que não servem para nada? Pare de desperdiçar tempo com coisas que não importam. Lembre-se que nem sempre a vida nos dá outra chance.