Acesso x Excesso

0
453

Quais os cuidados que estamos tomando em relação à dependência do acesso à internet e como estamos nos monitorando quanto ao excesso?
Estudo mostra que 82,7% dos domicílios brasileiros têm acesso à internet. A população brasileira está cada vez mais conectada. É isso que indica a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2019, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com a pandemia certamente este percentual sofreu alteração.
Outro dado interessante é que o Brasil conquistou a posição de segundo país que mais usa o TikTok no mundo, atrás apenas da China, país de origem da empresa que controla o aplicativo, a Bytedance. É o que mostra um novo levantamento realizado pela consultoria alemã Statista. Esta pesquisa foi feita entre 1.600 e 4.500 adultos, por país, de 56 países diferentes.
Quantos de nós somos extremamente agradecidos por todo acesso digital que está disponível atualmente? Você já teve a curiosidade de verificar quantos aplicativos existem em seu celular? Um outro exercício interessante é avaliar quais você realmente utiliza.
Despertador, previsão do tempo, notícias, agenda do dia, redes sociais, telefone, táxi, GPS, bancos, e-mail, fotografias, vídeos, buscador, gravador de voz, áudio-book, lista de tarefas, calculadora, ufa… São tantas funcionalidades que a dependência é quase certa.
Funcionalidades que facilitam nosso dia a dia, que as trazem para a palma de nossa mão ou aquele alguém especial na tela em um click. Somos capazes de criar um presente digital para uma pessoa querida reunindo as fotos mais bacanas dos momentos vividos juntos em um vídeo, por exemplo.
São inúmeros os benefícios de se ter acesso. Com a pandemia, empresas migraram alguns de seus processos físicos para o digital. É claro que com isso ganhamos em economia de tempo, agilidade e rapidez. Mas, como tudo nesta vida, temos o outro lado da moeda. Muito se tem percebido o excesso no mundo digital. Crianças e adolescentes colocando praticamente todo o tempo livre nos jogos. Já os adultos utilizam grande parte de seu tempo, bem mais precioso, nas redes sociais.
Por que será que precisamos estar tão conectados?
Apenas vamos nos lembrar que se estivermos com nossa família, em uma festa, com amigos, em um jantar romântico, vale aproveitar o presente de ter estas pessoas amadas e queridas por perto.
Desejo que você tenha muita qualidade de presença com quem você ama.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorOnde você coloca o seu Foco?
Próximo artigoGestão do tempo: dá tempo de aprender?
Administradora de Empresas, MBA de Tecnologia da Informação pela FGV e formação de Personal & Professional Coaching pela SBC. Mais de 20 anos de trabalho em empresas de grande porte e com experiências diversificadas, como gerenciamento de operações, desenvolvimento de negócios, comunicação, vendas, marketing e alianças. Executiva de Marketing. Escritora no livro Mulheres do Marketing, da Editora Leader, e colunista no Jornal Leader.