O que é essencial em um livro de suspense?

0
771

Você sabe qual é o gênero literário mais lido no Brasil? Segundo levantamento das próprias editoras, é o de ficção e, dentro dele, fazem muito sucesso os livros de suspense. Por isso, muitos autores planejam escrever histórias, contos de mistério, rascunham boas histórias e até procuram inspiração em grandes autores, como Agatha Christie, Conan Doyle, Dan Brown, Stephen King, Edgar Allan Poe, Rubem Fonseca, Patrícia Melo e muitos outros. Isso é válido, claro, a leitura das obras desses escritores vai desvendar o fantástico universo da ficção de suspense. Mas ainda faltam algumas orientações essenciais para que seu livro seja um sucesso.

Não tenha receio de escrever, de colocar no “papel” suas histórias, sem se preocupar a princípio com o formato ou as correções. Se tiver alguma dificuldade, saiba que a Editora Leader tem programas que podem auxiliá-lo a se tornar um escritor

Vou enumerar aqui algumas dicas para ajudá-lo nessa tarefa e espero que o resultado seja mais um best-seller que pode ser publicado com o selo da Editora Leader:

– Permita que o leitor conheça os pontos de vista dos personagens, tanto do protagonista quanto do antagonista, como se ele estivesse vendo todos os acontecimentos de um lugar privilegiado. Assim, o leitor poderá enxergar os obstáculos antes do personagem principal e vai sentir as consequências dos perigos à frente. Assim, você estará provocando tensão no leitor, que não pode impedir que o personagem principal se desvie do pior.

– A tensão também é construída com os dilemas dos personagens, já que o antagonista provoca o protagonista, joga com seu emocional, colocando decisões e escolhas difíceis diante de seus valores morais. O herói vai lutar, por exemplo, pela vida de pessoas inocentes. Já o antagonista não tem escrúpulos, toma decisões sem pensar nas consequências para as outras pessoas.

Um fator importante quanto aos dilemas que se apresentam para o herói – como escolher entre salvar uma ou outra pessoa – é que eles precisam de tempo para serem resolvidos, e com a pressão de um tempo restrito, a tensão se estabelece. O recurso de provocar o protagonista cria um suspense que traz “molho” para sua história.

– a restrição de tempo, portanto, é um fator que está presente em boas obras de suspense. O herói deve correr contra o tempo para resolver questões que podem salvar vidas. Por exemplo, antecipar-se ao próximo ataque de um serial killer, desvendando as pistas que o assassino deixa nas cenas dos crimes.

– coloque nas mãos do protagonista a disposição de fazer tudo que for possível para evitar tragédias, mesmo que elas não sejam a extinção da raça humana, por exemplo. A expectativa criada para o leitor pode envolver algo que seja devastador para o mundo do protagonista. Isso deve gerar empatia do leitor com o personagem central.

– para ultrapassar ou não os obstáculos e cumprir seu objetivo, o herói deve enfrentar problemas que o coloquem no limite se suas forças e habilidades, e ele poderá fraquejar, mas se recompõe diante das pressões do adversário. Essa pressão é essencial para que a história mantenha o interesse do leitor, que acompanhará até o final a saga dos personagens, sem poder interferir no seu desenrolar.

Com essas dicas, você já tem meio caminho andado para escrever sua obra. Então, mãos à obra!