Planejamento é vida!

0
456

Saudações!
Quando fui convidado a integrar o grupo de colunistas do Jornal Leader, além de ficar muito feliz fiquei muito preocupado com o que poderia escrever. Quem me conhece, ou os que acabam de me conhecer pelo perfil podem perceber que sou muito variado, e tenho paixão por diversos assuntos, mas existe um que me acompanha desde muito jovem. Me lembro que, quando me preparava para sair com meus pais, sempre me preocupava com o que iria levar, se fosse um passeio que pudesse ter um jogo de futebol, já ia de tênis e levava bola, se fosse algum lugar com água já me preocupava em levar um traje de banho. Parece esquisito uma criança de quatro anos se preocupar com isso, mas sempre tive esta preocupação. E na minha vida inteira sempre procurei me planejar, seja nos projetos que conduzo, seja em relação a minha vida profissional e particular. Portanto escolhi falar nesta coluna sobre Planejamento.

Palavra que deriva de plano, que vem do Latim PLANUS, “achatado, nivelado”, como “levar a cabo um esquema através de consulta a dados ou elementos gráficos”. Realmente se exploramos a palavra observaremos a sua importância. O planejamento levou a humanidade ao estágio que está agora, a falta dele é a raiz de vários males, sejam eles de nações que não conseguem se planejar, sejam vidas de pessoas que vivem em uma corda bamba de acontecimentos e culpam os eventos pelos seus infortúnios. O planejamento é um conhecimento muito antigo, que foi aprimorado e documentado principalmente por estruturas militares, pois em um ambiente crítico como o militar se não há planejamento não há possibilidade de sobrevivência. Um exemplo disso é o do exército romano, que através dele conseguiu conquistar diversos países, ligá-los por estradas e controlá-los por centenas de anos. Mas ele pode ser simples como preparar a sua mala de viagem.
O bom planejamento é aquele que lhe dá o resultado esperado com o custo adequado. Eu, por exemplo, sempre planejei meu próximo passo, tanto em um projeto como em minha carreira. Precisamos ter um conceito de curto, médio e longo prazo, ao longo da vida passamos por diversas fases e, se conseguimos analisar os riscos e quais nossas ações, podemos mitigar os impactos em nossas vidas. É muito importante estar preparado para o que vem, desde o mais prosaico até o mais complexo.
Me despeço com um poema de Álvaro de Campos, heterônimo de Fernando Pessoa, pois um sonho sem planejamento é só isso, um sonho.
“Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.”

COMPARTILHAR
Artigo anteriorNem tudo na vida é prego
Próximo artigoTecnologia: pra mim e pra você!
É analista de sistemas, advogado, gerente de projetos, poeta e padeiro, pós-graduado em contratos pela FGV, certificação PMP e SCPM por Stanford. Acumula 23 anos de trabalho em empresas de grande porte e advocacia, perfil composto por: gestão de projetos, desenvolvimento de negócios, vendas, relacionamento em diversos níveis. É responsável pela implantação de novas empresas brasileiras em Portugal.