Você é melhor do que imagina – Inventário de carreira

0
783

Aqui na Alexandre Hughes nosso trabalho inclui conversar com novas pessoas, novas conexões, todos os dias. Como prática pessoal, adoto, por exemplo, não aceitar absolutamente nenhuma solicitação de conexão sem antes conhecer a pessoa ao vivo.
Ao fazer isso, interajo com 1.500 novas pessoas a cada ano e há uma característica comum presente em todas: os executivos tendem a esquecer ou subestimar o quão bons são.
Durante minhas conversas faço uma pergunta básica: “Qual foi o seu projeto mais importante, do qual você mais se orgulha de participar; qual foi a passagem mais significativa, desafiadora ou agradável na sua vida?” Normalmente as pessoas se engasgam com essa pergunta, voltam à sua trajetória cronológica e não sabem ao certo como foi sua vida profissional pois não pararam para pensar nos caminhos que o levaram até onde estão hoje.
Os executivos tendem a esquecer suas antigas conexões, seus melhores momentos, suas habilidades e, assim, esquecer em que e quanto são bons.
Desenvolvemos um conjunto de competências e habilidades que consideramos básicas e não tendemos realmente a alavancar ou a valorizá-las adequadamente. Habilidades que desenvolvemos por meio de suor e sangue e se tornam tão parte de nós que não as consideramos habilidades que podem ser usadas a qualquer momento, posição e segmento, não importa onde e quando as desenvolvemos e que elas são válidas e importantes para qualquer posição em todas as situações.
Eu os convido para um desafio: preparar um inventário de sua carreira, lembrando de seus antigos parceiros, clientes, fornecedores e reconectar, lembrar e valorizar suas habilidades e competências, suas histórias de excelência e superação, o quão bem você tem gerenciado equipes, o que tem obtido em termos de resultados. Com anos de pressão e calor, todos nós transformamos carvão em diamante, mantenha-o polido!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorO polvo e o feminino
Próximo artigoCONSCIÊNCIA E CONTROLE
Tenho experiência internacional em diversos segmentos e como CEO da Alexander Hughes, multinacional de recrutamento executivo, consigo aplicar minha experiência na busca por excelência no preenchimento das necessidades de executivos em nossos clientes. Sou ávido por conhecer novas pessoas, pratico incessantemente o netweaving, buscando diariamente conexões, trocas de experiência de forma altruísta visando a construção de relacionamentos sólidos e duradouros.