Autogestão de carreira – Você é o produto!

0
612
Por Marli Arruda

Como se posicionar no mercado de trabalho, vendendo seus serviços com credibilidade.
O tempo traz experiência, mas não garante sua estada no mundo corporativo.
Existe uma máxima: “Quem não tem competência, não se estabelece”. Só o conteúdo não mantém o profissional no mercado de trabalho. Ele precisa de BASE, ESTRUTURA e de saber fazer VENDA MERCADOLÓGICA dos seus serviços/produtos.
Sem base, o profissional é mero espectador dos acontecimentos, não tem direção e não consegue mudar o leme quando o vento não está favorável.
Sem estrutura, não tem como fazer planos, não compreende a importância do networking eficaz, entrega cartão de visita sem foco. O cartão de visita representa como o profissional lida com seus negócios, ele faz parte da sua marca pessoal.
Tamanho do cartão, das letras, a fonte, a cor, tudo é um conjunto de atributos de como a pessoa quer ser vista, apreciada e respeitada no mercado de trabalho.
Rede de contatos precisa ser um bem precioso na autogestão de carreira, pois é através de bons relacionamentos que se fazem grandes parcerias e negócios. A confiança é a mola propulsora para o tradicional marketing boca a boca. Um método implacável na conquista de novos clientes.
Entre gostar e não gostar de frequentar eventos corporativos, opte por frequentar, mesmo não apreciando muito, pois vale aqui outra máxima: “Quem não é visto, não é lembrado”.
O Marketing Pessoal deixa muito a desejar, pois muitos profissionais entendem que uma boa aparência é o suficiente (estarem bem vestidos) e não se preocupam com premissas básicas de um bom relacionamento interpessoal, boa comunicação e habilidade para frequentarem diferentes tipos de ocasiões no mundo dos negócios.

Nas redes sociais:
Lembre-se: Você é o produto também
Ser congruente com o que escreve, fala e faz é um princípio ético e com certeza tudo isto será observado por quem frequenta suas redes sociais.
A vida pessoal não deve ser exposta em demasia nas redes, pois a liberdade na intimidade com amigos e familiares poderá ser confundida com a mesma postura perante os seus clientes.
Ao entregar uma proposta, o profissional coloca conteúdo desnecessário, ou entrega todo o projeto pronto por falta de habilidade comercial.
Numa mesa de negociação, não sabe usar a teoria Ganha-Ganha, e sente-se explorado pelo cliente.
Falta-lhe criatividade para inovar em sua atividade, sempre fazendo e entregando o mesmo.
Nunca estuda a concorrência, não está atualizado com informações relevantes da sua área.
Muitas vezes o profissional que opta por trabalhar em casa (home office) não se estrutura adequadamente, envolvendo a família no projeto, bem como precisa saber lidar com as intempéries da vida doméstica.
Atualmente o telefone fixo não é tão utilizado nas comunicações empresariais, mas ainda é um instrumento importante, para quem trabalha em regime home office, ter uma linha de telefone própria para seus negócios é zelar pela sua marca pessoal.
Participar de reuniões é algo estratégico, estar preparado, atualizado/bem informado com o segmento do seu “futuro cliente” ou já cliente, é imprescindível, pois torna o profissional perspicaz, coerente e dinâmico.
Pontualidade dispensa comentários, pois se faz necessário esta prática ser constante na vida corporativa.
Bem, como viram caros leitores, AUTOGESTÃO de CARREIRA é um assunto importante e deve ser tratado como tal. Lembre-se: Você é o produto.
Fica a sugestão para você participar do curso Autogestão de Carreira que será ministrado nos dias:
– 05 de agosto/17 – São Paulo
– 19 de agosto/17 – São Caetano do Sul/SP
– 16 de setembro/17 – Londrina/PR

A vida é da cor que a gente pinta!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDesafio do terceiro milênio à mulher: construa o seu cartão de visita!
Próximo artigoEditora Leader atuante no nordeste: Grupo Empreendedoras de Alta Performance
Psicóloga, master coach e palestrante com temas comportamentais, atua há mais de 20 anos com assessoria empresarial em gestão de pessoas, desenvolvendo projetos e implantando novas diretrizes de trabalho. Iniciou sua carreira na empresa Shell Brasil S.A.; após formada em Psicologia tornou-se consultora de negócios, aliando conhecimento de gestão corporativa com desenvolvimento de pessoas. Foi coordenadora editorial da obra “Networking & Empreendedorismo”, da Editora Leader. É membro do BNI (Business Network International). Escreve artigos sobre comportamento para algumas revistas com foco em gestão de pessoas, é coautora do livro “Os segredos do sucesso pessoal e profissional – marketing aplicado aos relacionamentos”, da editora Ser Mais.